quarta-feira, 2 de setembro de 2009

A escolha






Costumamos pensar que tipo de pessoas queremos em nossas vidas, aquela que olhamos e dizemos “nossa, é um desses que eu quero pra mim”.
E é nessas horas que nos perguntamos: “que características queremos em um homem?”
Queremos alguém carinhoso, romântico, mas que não seja meloso o tempo todo e nem grudento demais.
Queremos alguém que seja um pouco “mau”, mas não pode ser assim o tempo todo, porque não queremos ficar irritadas sempre.
É preciso ter a medida certa.
Queremos alguém que se importe conosco, que seja divertido, que mande mensagem, que de algum sinal de vida...
Homem não precisa ser bonito, mas simpatia é tudo de bom.
Para mim, não há nada melhor que um belo sorriso, daqueles que faz qualquer dia ruim se tornar ótimo.
Se pararmos para pensar, há inúmeras características que poderiam ser citadas, mas o que conta na verdade é a vontade do nosso coração. Que por sinal sempre nos surpreende, e quando menos esperamos estamos apaixonados. Coração fica acelerado, vivemos todos os momentos mais alegres, e as pequenos gestos fazem toda a diferença e outros “sintomas” básicos que aparecem junto. E no fim, nem sempre tudo o que esperamos é o que acontece, ou então podemos ter a felicidade de encontrar alguém que tenha pelo menos algumas características que te agrade. Porque convenhamos... não existe homem perfeito.
O que cabe a nós é deixar o amor entrar, e ver o que o coração vai dizer a você, te mostrando se a pessoa que está na sua vida é aquela que você esperou por sua vida toda.

Um comentário:

**M@R!** disse...

Esse tem algo de familiar....